Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2008

A Tecnologia, o Consumismo e seus Impactos Sócio-ambientais

* Por Maurício Novaes Souza1 e Maria Angélica Alves da Silva2

A humanidade herdou um acúmulo de 3,8 bilhões de anos de capital natural: mantendo-se os padrões atuais de uso e degradação, muito pouco há de restar até o fim do século XXI. Considerando a recente crise econômica, que tanto tem preocupado a população e os governos mundiais, ninguém percebe que se está perdendo mais dinheiro com o desaparecimento das florestas do que com a atual crise financeira global, segundo conclusões de um estudo encomendado pela União Européia. A pesquisa foi realizada por um economista do Deutsche Bank, que calculou que os desperdícios anuais com o desmatamento variam em uma faixa de US$ 2 trilhões a US$ 5 trilhões.
Para se chegar a esses números, é necessário saber que os serviços de armazenamento de água e da regulação do ciclo de carbono, entre outros, realizados gratuitamente pela natureza, criam condição para um meio ambiente saudável, oferecendo não só água e ar limpos, chuvas, produt…

A Tecnologia e seus Impactos Sócio-ambientais

* Por Maurício Novaes Souza
Na atual crise da economia, que tanto tem preocupado a população mundial, ninguém percebe que se está perdendo mais dinheiro com o desaparecimento das florestas do que com a atual crise financeira global, segundo conclusões de um estudo encomendado pela União Européia. A pesquisa foi realizada por um economista do Deutsche Bank. Ele calcula que os desperdícios anuais com o desmatamento variam em uma faixa de US$ 2 trilhões a US$ 5 trilhões. O número inclui o valor de vários serviços oferecidos pelas florestas, como água limpa e a absorção de dióxido de carbono.
No entanto, o que se percebe, é que as sucessivas agressões que o meio ambiente vem sofrendo em decorrência das atividades humanas, vêm causando impactos negativos e causando uma série de prejuízos sócio-econômicos e ambientais, tais como: poluição hídrica, chuva ácida, efeito estufa e desertificação. Há que se destacar, como agravante, a destinação dos resíduos sólidos urbanos em locais inadequados e …

Agronegócio brasileiro: composição, importância e desafios

* Por Maurício Novaes Souza

O Agronegócio, também chamado de agribusiness, ao contrário do que muitos pensam de que se trataria apenas de grandes empresas, é o conjunto de negócios relacionados à agricultura dentro do ponto de vista econômico. Geralmente o seu estudo é dividido em três partes. A primeira parte trata dos negócios agropecuários propriamente ditos ("dentro da porteira") que representam os produtores rurais, sejam eles pequenos, médios ou grandes produtores, constituídos na forma de pessoas físicas (fazendeiros ou camponeses) ou de pessoas jurídicas (empresas).
A segunda parte, os negócios à montante ("da pré-porteira") aos da agropecuária, representados pela indústrias e comércios que fornecem insumos para a produção rural. Por exemplo, os fabricantes de fertilizantes, defensivos químicos e equipamentos. Na terceira parte, estão os negócios à jusante dos negócios agropecuários, ou de "pós-porteira", onde estão a compra, transporte, beneficiame…

Agronegócio: Oportunidade de Mercado e Diversidade Regional da Zona da Mata Mineira

* Por Maurício Novaes Souza

A Zona da Mata Mineira é formada por 07 Microrregiões Geográficas e 142 municípios. De acordo com o Censo Demográfico do IBGE, em 2000, possuía uma população de 2.030.856 habitantes (11,4 % da população total do estado). Nessa mesorregião, o aumento populacional total confirma a tendência concentradora, o que demonstra a forte mobilidade interna de sua população, caracterizada pelo deslocamento demográfico das pequenas cidades para os centros microrregionais - influência das rodovias BR-040 e o eixo da BR-116.
As maiores cidades desta Mesorregião se encontram, hoje, justamente onde a população rural é mais rarefeita. Com relação à evolução populacional, a população que antes de 1970 era maior no meio rural, a partir de 2000 se tornou maior no meio urbano. Entre 1991 e 2000, a Zona da Mata registrou queda significativa no seu crescimento.
O abandono do campo pode ser justificado pela ausência de políticas públicas, bem como pelas características loc…

Poluição e escassez hídrica: reflexos ambientais e sócio-econômicos

Por Maurício Novaes Souza1 e Maria Angélica Alves da Silva2

A água é um bem precioso e cada vez mais tema de debates em todo o mundo. De forma estratégica, as cidades são construídas nas proximidades ou ao longo de cursos de água. Contudo, como acontece em 97% dos municípios brasileiros, inclusive em Rio Pomba, todos os esgotos são lançados nos rios sem nenhuma forma de tratamento. Por esse motivo, o uso descontrolado e a poluição de fontes importantes de rios e lagos podem ocasionar a falta de água doce muito em breve, caso nenhuma providência seja tomada.
Como agravante, o mau uso do solo nas áreas urbanas e rurais, têm sido um dos principais fatores da aceleração de processos erosivos. São comuns loteamentos em áreas de encostas; grandes áreas com desmatamento e queimadas; pontos clandestinos de retirada de areia; desvio de água cada vez maior para indústria ou projetos de irrigação, em sua maioria sem planejamento ou manejo, e sem a devida autorização dos órgãos ambienta…

Sistemas de Administração Empresarial e a Gestão Ambiental

* Por Maurício Novaes Souza1 e Gabriela Alves de Novaes2

Os Sistemas de Administração da Produção, qualquer que seja sua filosofia, têm como objetivos básicos
Planejar e Controlar todo o processo de manufatura/logística. Deve começar pelo planejamento dos materiais e pela utilização dos equipamentos e pessoas; passar pelo controle do que foi planejado; e chegar até à distribuição dos produtos acabados.
Um Sistema de Administração da Produção deve ser capaz de: planejar e controlar os materiais comprados; planejar e controlar os níveis dos estoques; programar as atividades de acordo com o cumprimento dos prazos; ser capaz de saber a situação atual, reagindo de maneira eficaz; e planejar o futuro da empresa. Portanto, nada mais são que uma ferramenta no auxílio à interminável busca pela competitividade da empresa.
Pode-se dizer, entretanto, pastagem com estradas.de esteira em ......................................................que a utilização de um


Sistema de Administração da Produção a…

POLUIÇÃO URBANA: casos, acasos, descasos...

* Por Maurício Novaes Souza

Casos - o dia 14 de agosto foi escolhido como o "Dia de Combate à Poluição". Dá-se o nome de poluição a qualquer degradação (deterioração, estrago) das condições ambientais, do habitat. É uma perda, mesmo que relativa, da qualidade de vida em decorrência de mudanças ambientais. Sem dúvida, atualmente, há motivos suficientes para se ter uma data para esse fim. O aumento populacional, a crescente atividade industrial, a falta de saneamento, as queimadas e o aumento do número de veículos automotores nas regiões urbanas têm contribuído para o aumento da poluição. Conseqüentemente, a degradação da natureza, especialmente nas últimas décadas, tem sido enorme e começa a causar dificuldades no cotidiano do próprio homem.
No Brasil a situação não é diferente do restante do mundo e temos grande participação na degradação de nossos recursos naturais: os ecossistemas aquáticos estão contaminados por agroquímicos e esgotos; a população consome alimentos cada vez…

Dinâmica de Sistemas: Propostas de Políticas Públicas e de Planejamento Ambiental

* Por Maurício Novaes Souza

É sabido que a humanidade vem enfrentando problemas de degradação ambiental que remontam no tempo. Entretanto, tem-se verificado a partir da década de 1960, em função dos modos de produção, de crescimento e de desenvolvimento praticados, que os recursos naturais, particularmente, a água, vêm se tornando um fator cada vez mais crítico para o desenvolvimento econômico, social e ambiental no longo prazo.
Esse fato pode ser explicado pelo fato de que até há décadas recentemente passadas, o meio ambiente era capaz de desempenhar sua função autodepuradora com eficiência. Contudo, nos dias atuais, encontra-se excessivamente sobrecarregado pelas atividades antrópicas. Percebe-se, assim, que o mundo poderá experimentar uma escassez de recursos hídricos sem precedentes em um futuro próximo, a menos que os padrões de desenvolvimento comecem a ser alterados.
No Brasil, as causas das altas taxas de desmatamento, fator que influenciará dire…