Postagens

Mostrando postagens de Março, 2010

A degradação dos recursos hídricos e os limites do crescimento

* Por Maurício Novaes Souza

O dia 22 de março foi escolhido pela Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em 22 de Fevereiro de 1993 como o “Dia Mundial da Água”. Essa escolha se deu devido à presença de grandes índices de poluição ambiental no planeta. A partir desta data, a ONU elaborou uma série de medidas cautelosas a favor da água e impôs a consciência ecológica em relação a este bem natural. Nesse mês de março, em todo o mundo, mais uma vez essa data foi comemorada. Como se pergunta a todo ano, existe motivo real para comemoração? Ou teríamos pretextos suficientes para promover um dia de luto?
Na verdade, o modelo de desenvolvimento atual e como ele afeta as populações tem persistido na manutenção de erros graves. É realmente uma insanidade sem limites o que empresas e indivíduos vêm fazendo com o meio ambiente, interferindo em sua própria sobrevivência. É isso que se pode chamar de falso progresso (ou de desenvolvimento insustentável), mas q…

Comércio varejista e o desenvolvimento sustentável

*por Maurício Novaes Souza

Meio ambiente e desenvolvimento sustentável são assuntos em evidência nos dias atuais. Isso acontece em função da preocupação com os limites da exploração dos recursos naturais e da necessidade de se buscar alternativas de desenvolvimento compatíveis com a sustentabilidade do planeta. Dessa forma, a sustentabilidade é um diferencial de posicionamento e competitividade, um objetivo para qualquer tipo de empresa. Deve estar no cerne do negócio: não é preciso deixar para depois ou esperar que outras prioridades estejam resolvidas para então pensar a respeito. Os resultados e benefícios serão reais e crescentes, tanto para a empresa, como para a sociedade, numa relação onde todos se beneficiam.
Contudo, é preciso reafirmar a importância da liderança na efetividade da estratégia de sustentabilidade das empresas: se quem decide não tiver esta visão ou não estiver convencido do valor para o negócio, se o fizer sem convicção, por modismo ou in…

Campus Rio Pomba forma primeira turma de Agroecologia do Brasil

A primeira turma de bacharéis em Agroecologia do país se formou nesta sexta-feira (12/03) em Rio Pomba, MG. A turma de 2009 recebeu o diploma das mãos do paraninfo e reitor do Instituto Federal Sudeste de Minas Gerais, Prof. Mário Sérgio Costa Vieira e do patrono, deputado federal Reginaldo Lopes. Na mesma cerimônia, também aconteceu a formatura da turma de Tecnologia em Agroecologia, tendo como paraninfo o professor Maurício Novaes Souza, Diretor geral do IF Sudeste de Minas Campus São João del Rei.

O reitor do Instituto destacou a importância do curso para o país, afirmando que “a criação do bacharelado em agroecologia é uma iniciativa que pode revolucionar as ciências agrárias”. Para Mário Sérgio, “as ditas técnicas modernas agrícolas, com seus pacotes tecnológicos, produzem alimentos com alto custo ambiental. Já a agroecologia, trabalhando a agricultura em parceria com as leis da natureza, fornece altas produtividades e alimentos limpos, preservando a saúd…

Mercado consumidor e tendências dos produtos orgânicos na cidade de Juiz de Fora, MG.

Natan Carrilho Antunes1; Maurício Novaes Souza2; Carla R. Ribas3.

Resumo
O objetivo deste estudo foi compreender o atual estágio, características, limites e potencialidades do mercado de produtos orgânicos na cidade de Juiz de Fora, MG. Foram aplicadas entrevistas em feiras-livres e mercados nos diferentes pontos da cidade, de forma arbitrária e espontânea. Do total de 165 questionários se verificou que 72% dos entrevistados conhecem ou pelo menos têm noção sobre produtos orgânicos. A maioria dos entrevistados que, pelo menos detêm conhecimento prévio sobre produtos orgânicos, são também consumidores, totalizando 92%. Quando se considerou a disposição dos consumidores para incluírem os produtos orgânicos em sua alimentação, 99% se disseram dispostos. Contudo, ao buscar entender quais motivos dificultam as pessoas adquirirem os produtos orgânicos, 28% responderam que pela dificuldade de mercado e 23% pela pouca variedade de produtos. Observou-se um percentual expressivo de pessoas disp…