segunda-feira, 14 de setembro de 2009

A exploração dos recursos naturais

Por Elviane de Paula 1, Tatiana da Silva 2 e Maurício Novaes Souza

Devido ao privilégio excessivo do nosso bem-estar, estamos acabando com os recursos naturais. Devemos estimular a educação ambiental como forma de aprendermos a preservar o sustento e a sobrevivência das novas gerações. Devemos parar de ser egoístas e pensarmos somente no presente. Devemos acreditar que podemos inovar sustentavelmente.

A exploração dos recursos naturais é bem crítica: perfuramos, cortamos árvores, explodimos montanhas, extraímos minerais, consumimos toda a água e exterminamos animais, fazendo tudo isso por luxo, não por questão de sobrevivência. Não sabemos usar o suficiente. Por esse fato, ultrapassamos os limites do crescimento e estamos pondo em risco nossos recursos naturais.

As políticas públicas não se importam com as riquezas naturais que nossa terra oferece. Verificam-se medidas que visam à exploração máxima dos recursos. Para minimizar, vêm sendo implantados projetos como reciclagem e recuperação de áreas degradadas, mas abaixo da real necessidade que o momento exige.

Temos que seguir o desenvolvimento imposto pelo progresso para nos integrar às exigências da sociedade, mas nos preocuparmos com os processos industriais. Precisamos buscar tecnologias limpas para que de fato ocorra o desenvolvimento sustentável. Vivemos numa época onde a dominância dos modelos produtivos deverão nos encaminhar para essa busca.

Desta forma, devemos exigir um modelo de crescimento responsável, consciente e cobrarmos do governo fiscalização rígida. A educação e a gestão ambiental são ferramentas que mostrarão a importância da necessidade e compromisso que temos com o meio ambiente. Adotando tais práticas, vamos conseguir mudar e preservar as atuais e futuras gerações.

* Alunas do curso de Segurança no Trabalho do IFET-RIO POMBA.

Nenhum comentário: